7 Cuidados Que Você Precisa Ter ao Investir Durante a Crise

Investir durante a crise
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Conteúdo do texto

Como podemos perceber, o mundo inteiro tem passado por crises econômicas relacionadas à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Em consequência disso, podemos notar o isolamento social cada vez mais presente em todos os países, desfavorecendo ainda mais as transações econômicas ao redor do globo, dificultando ainda, mais os recursos financeiros e redobrando os cuidados que devemos ter ao investir durante a crise.

Entretanto, apesar de toda essa desaceleração da economia, não significa que ainda não possamos investir o nosso dinheiro em tempos de crise. Na verdade, essa época pode oferecer excelentes retornos financeiros, desde que você saiba realmente mirar em seus recursos, especialmente os investimentos na bolsa de valores.

Contudo, alguns cuidados você precisará tomar para conseguir investir durante a crise de forma eficiente. Quer saber como? Então, confira o nosso post até o final e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Por que investir em tempos de crise?

Como podemos perceber, mesmo que seja um momento de economia e crises de mercado, ainda assim é possível focar em investimentos que podem oferecer uma liquidez eficiente.

Contudo, diante de crises econômicas, é bastante comum que tenhamos que guardar o máximo de dinheiro possível, deixando para aplicar dinheiro em momentos totalmente confortáveis e seguros.

Na verdade, qualquer momento é propício para começar a investir. A questão que precisamos nos atentar é onde devemos colocar nossos recursos financeiros, e não menos importante, ter o conhecimento acerca do produto que será investido. Mas, de forma geral, sempre haverá um momento para investir de forma eficiente.

Cuidados que você precisa tomar ao investir durante a crise

Agora que você já entende as dificuldades que a crise do coronavírus proporciona neste período de pandemia, mas que ainda é possível realizar excelentes investimentos, confira abaixo os principais cuidados que você deverá ter para atingir a esse objetivo de maneira eficiente:

1. Tenha cuidado com o efeito manada

Caso você não saiba, o efeito manada nada mais é do que um impulso totalmente ancorado nas atitudes humanas. De forma prática, isso nada mais é do que algo que desejamos fazer em relação ao fato de que muitas outras pessoas também estão fazendo.

Portanto, em épocas de crise, é totalmente comum que existam determinados comportamentos padronizados em um determinado grupo que, neste artigo, iremos focar no grupo de pessoas que estão no mundo dos investimentos.

Por esse motivo, o primeiro cuidado que você precisa ter é de não realizar nenhuma ação com base no que os outros estão fazendo. Avalie por você mesmo o melhor momento para investir, e onde investir.

2. Atente-se às oportunidades que surgem durante a crise para investir

Você vai reparar que, os principais cuidados sobre investimentos que você deverá tomar na crise acabam envolvendo adquirir o máximo de calma e focar na estratégia que pesquisou até o fim. Ou em outras palavras, não ficar pulando de “galho em galho”.

Além de você já realizar um tipo de investimento que até então está sendo totalmente considerável para você, também valerá à pena explorar outros campos, especialmente aqueles que apresentam potencial de crescimento.

Contudo, não chegue querendo aplicar recursos na área pretendida para já começar a ver os resultados. Primeiro, faça uma pesquisa de mercado criteriosa e busque um produto em potencial para se investir. Uma dica útil seria o investimento em ações, já que essa modalidade de investimento possui diversos preços na crise.

Entretanto, mesmo que às vezes seja difícil identificar o que é oportunidade e o que é simplesmente um risco, busque entender quem nem tudo o que é “barato”, acaba sendo a melhor alternativa.

3. Acompanhe as notícias

De forma prática, determinadas crises econômicas oferecem rápidos efeitos, e acima de tudo, buscam fazer com que o investidor interessado esteja sempre antenado nos principais acontecimentos.

Por esse motivo, não deixe de acompanhar o cenário macro como um tudo — bem como os assuntos que envolvem o mercado financeiro em questão — e além de tudo entender como ele impacta diretamente suas decisões, e principalmente, a sua carteira.

Um caso a citar é o fato de que quem investe em ações baseando totalmente nos resultados que são obtidos, deve seguir as instruções da empresa no qual ele investe. Isso é importante para que essa pessoa consiga entender a distribuição de lucros e até mesmo o seu calendário, já que podem sofrer alterações decorrentes da crise.

Uma questão importante a ser considerada, é que os fundos de investimentos podem ser uma excelente opção para esse período atual. Se tratando dos fundos imobiliários, por exemplo, talvez seja possível que os investimentos nesse segmento acabem não recebendo em curto prazo, claro, avaliando o contexto da crise.

Por esse motivo, a ideia, em geral, é buscar sempre estar antenado em informações relevantes do mercado, e que estão indireta ou diretamente relacionadas a sua carteira.

4. Adote ações de segurança

Além de deixar o seu dinheiro em lugares mais seguros e que, acima de tudo, ofereça alternativas seguras e com liquidez alta, ainda assim podem existir outras medidas eficientes de segurança, dos quais podem te ajudar a investir ainda melhor nesse momento instável.

Um exemplo dessas medidas seria a diversificação. Em outras palavras, caso você já tenha produtos e ativos distintos em sua carteira, o impacto poderá ser diferente para cada uma dessas modalidades, e com isso, torna-se ainda mais possível conseguir um equilíbrio mais seguro e eficiente.

5. Mantenha o seu dinheiro em liquidez

Antes de tudo, investir ainda melhor na crise pressupõe se preparar para as dificuldades financeiras que poderão ocorrer no caminho. E para que esse caminho seja totalmente seguro e confortável, é essencial que grande parte do seu dinheiro esteja em processos de alta liquidez, pois assim, ficará disponível para momentos de extrema urgência.

Em geral, a segurança acaba não sendo exclusivamente destinada aos momentos mais conturbados. Por esse motivo, a sua carteira de investimentos precisa ter imprevistos, e por esse motivo, talvez não seja tão considerável assim arriscar o patrimônio.

Assim, você pode se organizar estrategicamente de forma muito mais eficiente, e, além disso, obterá oportunidades seguras de sacar uma grana rapidamente, quando for o caso.

6. Não se esqueça do seu perfil e seus principais objetivos

Mesmo que apareçam excelentes oportunidades e ofertas de investimentos durante a crise, você deve lembrar-se do seu perfil de investidor, bem como seus principais objetivos e o tipo de investimento que você faz.

Mesmo que o impulso de investir em algo que a princípio possa parecer uma grande oportunidade, mantenha-se totalmente irracional nesses momentos.

Um exemplo a citar disso é quando uma determinada crise econômica tende a realizar a redução dos juros de renda fixa. Contudo, isso não significa que um tipo de investidor mais conservador e com objetivos de médio ou curto prazo possa sair dela.

Caso os objetivos e perfil continuem, a estratégia também deve permanecer. Porém, mesmo que seja possível flexibilizar a sua carteira e aproveitar algumas oportunidades, é crucial lembrar-se de manter certo equilíbrio, visando seu perfil de investidor e seu objetivo.

7. Nunca deixe a sua estratégia de lado

Uma das primeiras orientações a serem observadas para conseguir realizar investimentos eficientes na crise, é continuar sendo totalmente fiel às estratégias que você já vem seguindo. Isso porque quando não temos um planejamento estratégico eficiente e consolidado, a crise oferece uma excelente oportunidade para reaver essa postura.

Realizar investimentos sem um objetivo por trás pode se tornar um hábito totalmente perigoso, já que não há clareza para o que se espera.

Vamos imaginar que em determinado momento, um investidor acabou entrando na renda variável em um momento inoportuno, mas por não entender como realmente funciona, a aquisição acabou sendo feita por recomendação de familiares e amigos que atuam na área.

E após alguns meses, uma crise começa a se iniciar. Nesse caso, pode ser bem provável que esse tipo de investidor não saiba o que fazer ou como reagir nesses momentos. Por outro lado, aquele investidor que acabou aumentando uma carteira totalmente estratégica, oferece mais calma, mediante as dificuldades.

Portanto, independente de qual for a sua estratégia, não permita que saia dela para adotar alguma outra nova sem antes pensar. Por esse motivo, busque aproveitar melhor os momentos da crise para pesquisar um pouco sobre como ela afeta o mercado financeiro, e a partir disso, entender se a sua nova decisão de investimentos foi a melhor.

Conclusão

Gostou das dicas? Conforme vimos, a crise da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), fez com que o mercado tivesse ainda mais dificuldades a respeito da economia, sobretudo no mercado de investimentos.

Assim, como vimos acima, é crucial seguir os cuidados citados para que você continue a render no mercado financeiro. Quanto mais resiliente e estratégico for com a sua carteira de investimentos, mais fácil será o seu processo de crescimento financeiro durante a crise.

Portanto, agora que você já sabe o que fazer para se sobressair na crise atual, que tal ampliar o seu conhecimento sobre o assunto? Confira o nosso blog confira agora mesmo e veja mais dicas exclusivas sobre educação financeira e como chegar aos seus objetivos de forma mais rápida e totalmente eficiente.
— –

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Simule seu investimento aqui

Oferecemos uma alternativa lucrativa para aplicar seu dinheiro de forma segura e profissional, com retorno consideravelmente superior ao de qualquer aplicação básica oferecida hoje no mercado.

Que tal acompanhar a performance dos nossos investimentos?

Preencha o formulário abaixo com seus dados e o valor do investimento (em US$) a ser simulado. Na sequência enviaremos no seu e-mail um link de acesso ao nosso sistema, onde você poderá conferir o quanto este dinheiro teria rendido nos últimos 12 meses.