Confira Algumas Dicas Valiosas de Como Poupar Dinheiro e Mantenha Suas Finanças Equilibradas

Como poupar dinheiro
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter

Conteúdo do texto

Economizar até pode ser uma meta, mas sempre aparece aquele imprevisto. Então, como poupar dinheiro?

O carro dá problema, precisa extrair o siso, o telhado precisa de reparos… E assim, num piscar de olhos, a conta no final do mês não fecha.

A culpa vem, e com ela um ciclo em que você passa a acreditar que guardar dinheiro é uma tarefa impossível. Na realidade, só se consegue uma vida financeira saudável a partir do momento em que você passa a ter hábitos financeiros adequados.

Apesar de não parecer, não serão necessários milagres ou passes de mágica. Existem diversos métodos para sair de uma situação apertada e conseguir – finalmente! – respirar e dar uma guinada em seu acúmulo monetário. Confira abaixo as seguintes dicas:

Registre seus gastos

Antes de qualquer coisa, é preciso saber quanto você tem de gastos ao longo do mês. Este é o primeiro passo de como poupar dinheiro.

Por isso, é importante tomar nota de toda e qualquer despesa, das coisas simples às mais significativas – desde o café da tarde após o expediente e até a mensalidade da escola dos filhos, por exemplo.

Tendo esses dados, organize cada gasto em categorias: educação, alimentação, transporte, lazer etc. Neste caso, você pode utilizar não só suas notas fiscais, mas também aplicativos de bancos que disponibilizam de maneira clara o extrato de suas transações.

Na maioria das vezes, tais programas são disponibilizados de forma gratuita e são de fácil utilização. Tendo uma breve ideia de seus gastos por mês, agora é possível organizar suas despesas numa tabela.

Isso lhe dará um melhor entendimento a respeito de sua renda e, a partir daí, será possível traçar uma média regular de gastos.

Corte despesas de maneiras simples, sem desespero!

Neste ponto, o importante agora é tratar de limites. Em muitos casos, é normal que nossos gastos ultrapassem o valor de nossos ganhos. Mas, caso essa situação aconteça frequentemente, talvez esteja na hora de rever alguns atos.

A verdade é que gastos desnecessários estão sempre nos rondando, mesmo que não consigamos perceber à primeira vista. E é aí que o lazer entra, como um dos mais responsáveis por esta armadilha. Sair de casa para relaxar é maravilhoso, pegar um cineminha ou até jantar fora, então, nem se fale. Mas é preciso ter cuidado para que isso não afete tanto o seu bolso.

Uma regra de economia básica, porém utilíssima, é a de economizar no mínimo de 30% de seus ganhos mensais – e quando estiver difícil, ao menos de 10 a 15%.

Entretanto, para isso, deixar de lado momentos de entretenimento não é, de longe, a solução para uma boa economia. Em vez de livrar-se por completo deles, você pode buscar formas de diminuir estes gastos fixos de maneira simples e fácil.

Confira abaixo algumas ideias de como poupar dinheiro:

  • Cancele ou reveja inscrições automáticas, como revistas ou planos de celular e televisão que muitas vezes não chegam a ser utilizados por completo. Repense suas prioridades para, assim, utilizar apenas o necessário e não se assustar com um aumento de preço final no serviço ofertado.
  • Diminua idas a restaurantes ou pedidos de delivery. Prefira comer em casa, dando preferência a um bom planejamento para as próximas idas ao mercado. Assim, você pode, além de economizar com os ingredientes, ter até uma alimentação um pouco mais saudável.
  • Prefira compras à vista. O cartão de crédito tende a nos dar a impressão de que temos mais dinheiro do que a realidade. Tente retirar o cartão de crédito da carteira por alguns meses e perceba a diferença, mesmo que seja um tanto quanto duro no início.
  • Tome um tempo para repensar. Gostou bastante de um produto na vitrine do shopping? Antes de comprar por impulso, pense em como isso pode afetar sua renda ao final do mês e espere alguns dias para ver se a vontade continua. Assim, aquela ânsia pode até passar e você acaba ganhando tempo para economizar ainda mais.
  • Deixe de se consolar com compras. Comprar é bom! Essa é a realidade. Conseguir aquele produto que estávamos desejando há tempos sempre nos traz aquela dose de endorfina que nos alivia. Porém, não se deixe enganar. Essa sensação geralmente não dura mais que alguns dias, e quando você se der conta isso se tornará um ciclo.

É claro que você merece um descanso, afinal trabalhou duro o mês inteiro. Mas foque em seus objetivos e prioridades e tente recompensar-se com coisas menores do dia a dia.

Determine metas

Tendo noção de seus ganhos e gastos, fica mais fácil traçar metas para seu desenvolvimento pessoal ou profissional. Comece pensando no motivo pelo qual você está economizando.

Vai realizar uma viagem? Se casar? Planejar o pagamento da futura faculdade de um dos filhos? Com isso, você pode ter uma ideia do quanto de dinheiro precisará e o quanto você precisará poupar ao longo de determinado período de tempo para alcançar seu objetivo. Veja alguns exemplos:

Curto prazo

  • Fundos de emergência — por precaução, é sempre bom ter um dinheirinho sobrando. Acidentes e imprevistos sempre acontecem, então nada melhor do que estar preparado.
  • Férias — Às vezes, ao menos uma vez por ano, é preciso relaxar um pouco. Para tal, alguns sacrifícios devem ser feitos para ter esse dinheiro em mãos antes de entrar no avião! Alimentação, transporte e gastos com passeios são alguns dos pontos a se levar em consideração ao planejar uma viagem. Importante lembrar, também, que imprevistos sempre acontecem.
  • Pagar o carro — apesar de esse tipo de compra possibilitar parcelamentos, um planejamento financeiro para essa despesa pode ser útil na hora de pagar a entrada do veículo, bem como diminuir parcelas e, consequentemente, os juros envolvidos.

Longo prazo

  • Financiamento de imóvel — quanto melhor você planejar um orçamento, melhor e mais fácil será pagar as parcelas. E assim como na dica sobre pagamento do carro, ao economizar um montante você pode, ainda, utilizar um grande valor na entrada.
  • Educação — Estudar sempre será útil, seja para seu próprio engrandecimento pessoal ou para atualizar-se para o mercado de trabalho. Entretanto, é preciso possuir um bom planejamento para que as coisas não saiam do controle. Reflita sobre valores e o quanto deverá ser gasto mensal ou anualmente. Dessa forma, você poderá definir as prioridades e escolher qual categoria de gastos deverá ser cortada.
  • Aposentadoria — Um erro muito comum cometido por jovens é começar a se preocupar com a aposentadoria muito tarde. Lembre-se da reserva de 30% de seus ganhos, bem como um bom plano de aposentadoria que esteja de acordo com sua capacidade financeira. Tenha isso como prioridade, afinal possuir boas condições e qualidade de vida na terceira idade é imprescindível.

Utilize ferramentas adequadas para investimento e métodos alternativos

Poupar dinheiro, às vezes, não significa apenas guardá-lo. Em alguns casos, fazê-lo render é também uma ótima opção. Aí é que entram os investimentos de renda fixa, como Tesouro Direto, LCIs e os CDBs.

Adquirindo alguns destes ativos, define-se uma taxa de rendimento anual, tal como uma poupança. Dessa forma, você pode saber exatamente o quanto seu dinheiro guardado vai render até a data de resgate. Determinados gastos, como a futura educação de seus filhos, requerem diferentes métodos de economia.

Nesses casos, considere investir seu dinheiro em planos de investimento de baixo risco. Assim, você terá a oportunidade de ver um crescimento monetário conforme o mercado, o que pode ser apropriado se você está se planejando muito previamente.

Além disso, outra ferramenta importante para seu controle financeiro é seu cartão de crédito. Apesar de conhecido como vilão no que diz respeito a gastos desnecessários, ele pode vir a ser muito útil.

Atualmente, existem diversos programas de recompensas vinculadas ao cartão, como as famosas milhas para viajar ou cashbacks.

Cadastrando-se, ao final do mês, você pode conferir seus pontos acumulados através de compras em estabelecimentos parceiros, como restaurantes e até postos de gasolina. Informe-se mais sobre como colher frutos através de suas compras, pesquisando os programas certos e valores de anuidade, de acordo com seu bolso.

Evite, também, entrar em cheque especial. É necessário ter em mente que esta modalidade de crédito é uma das taxas de juros mais altas do mercado. Então, se você frequentemente escolhe se “salvar” por meio deste artifício, pense duas vezes. Você está criando uma bola de neve!

Com as dicas acima, ficará mais fácil adquirir hábitos para melhorar sua saúde financeira e poupar dinheiro. É importante destacar, entretanto, que nossos hábitos funcionam, além de nosso esforço, através de recompensas.

Por isso, tente começar a trabalhar sua vida financeira de maneira saudável traçando pequenos objetivos de consumo, como comprar um novo smartphone ou dar um ótimo presente para um ente querido.

Alcançando estas pequenas metas, você se sentirá motivado com a recompensa final — o que pode servir de grande incentivo para reforçar o hábito. Com passos pequenos e uma boa noção de gastos, logo você chegará a resultados enormes!

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Simule seu investimento aqui

Oferecemos uma alternativa lucrativa para aplicar seu dinheiro de forma segura e profissional, com retorno consideravelmente superior ao de qualquer aplicação básica oferecida hoje no mercado.

Que tal acompanhar a performance dos nossos investimentos?

Preencha o formulário abaixo com seus dados e o valor do investimento (em US$) a ser simulado. Na sequência enviaremos no seu e-mail um link de acesso ao nosso sistema, onde você poderá conferir o quanto este dinheiro teria rendido nos últimos 12 meses.