10 Dicas Importantes Para Você Se Tornar Um Bom Investidor

Bom Investidor

Conteúdo do texto

Sabemos que procurar oportunidades de investimento e se tornar um grande investidor não são tarefas fáceis. Mas, você pode ter certeza de que quem ousa desvendar a estrada dos investimentos com clareza, planejamento e disciplina, consegue fazer o seu dinheiro render muito mais do que as pessoas que deixam para trás o mundo dos investimentos.

Mas, diante do oceano de opções de investimentos que existem, você precisa entender os principais pontos e adotar as melhores estratégias para que não cometa erros de quem começa a investir às cegas. E isso pode ser explicado melhor com o mero exemplo que separamos, a seguir: Pense em um colaborador recém contratado em uma empresa que não fez o mínimo de pesquisa sobre a instituição e sobre quais serão as suas atividades às quais ele deverá desempenhar na empresa.

Ora, sem sombra de dúvidas, a pessoa que tem o mínimo conhecimento sobre onde está pisando e sobre o que irá fazer, tem muito mais chances de estar preparada. Se você quer seguir os melhores passos para começar a investir, está no lugar certo, pois, nesse texto, separamos as melhores dicas e estratégias para se aplicar. Ficou curioso? Então siga com a gente e veja as dez principais dicas!

Afinal, como se tornar um bom investidor?

Apesar dos aspectos importantes que iremos te mostrar para que você possa se tornar um investidor de sucesso, lembre-se de que não há nenhuma fórmula mágica para ganhar dinheiro, e os processos de um bom investidor custam uma grande dedicação de tempo e paciência, e essas atitudes conseguem fazer toda a diferença no longo prazo. Agora vamos ver as dicas:

Conheça o vocabulário dos investimentos

É preciso propiciar uma base sólida de informações para que você não fique por fora do que se trata nas tomadas de decisão acerca dos investimentos. Assim, ambientar-se com as palavras chaves e com os termos principais é imprescindível para ser um investidor de sucesso. Se você sente que palavras como: taxas, prazos, rentabilidade, spread, e risco parecem russas para você, é melhor começar a pesquisar sobre o que significa cada uma delas, já que são conhecimentos elementares em matéria de dinheiro e investimento.

Compreenda as suas finanças pessoais

Cada um tem uma maneira peculiar de gastar e organizar o seu ‘’din din’’, e a minoria das pessoas, principalmente no Brasil, controlam bem o seu dinheiro, e muitas vezes acabam sem poupar nada, e até mesmo, caindo em dívidas e mais dívidas. Por isso, para entrar de cabeça no mundo dos investimentos, tenha clareza sobre os seus ganhos padrões e as suas despesas. Assim você evita significativamente as chances de novos endividamentos e consegue organizar melhor o seu dinheiro. Para compreender sobre as suas finanças pessoais, é legal se questionar sobre esses pontos: Quais são as suas despesas fixas? Em quanto tempo em média você conseguiria quitar as suas dívidas? Você tem alguma reserva de emergência? Então, refletir sobre essas questões te ajudará e muito a dar os melhores passos na trajetória dos investimentos.

Saiba qual perfil de investidor melhor se adequa a você

Antes de começar a investir é fundamental entender qual é o seu estilo de investidor para escolher os investimentos mais adequados. Via de regra, os investidores são classificados em três perfis diferentes, que são traçados com base em critérios como: a sua personalidade, a sua relação com os riscos, os seus objetivos, e também o prazo que você pretende deixar o seu dinheiro investido. Os três tipos de perfis são:

O conservador: Aqui se encaixam as pessoas que são mais avessas a situações de risco, e que possuem preferência por aplicar o seu dinheiro em opções que possuem uma menor rentabilidade, assim como com um menor grau de perdas, além de uma maior segurança.

O moderado: Esse tipo de perfil de investidor é voltado para os investidores que possuem traços mais intermediários de características, onde o risco costuma ser mediano, e o regime de investimento é mais híbrido, mesclando entre o conversador e o agressivo.

O agressivo: O investidor agressivo é aquele cujo perfil é mais arrojado e que possui mais tempo para poder dedicar nos investimentos, para que entrem nos momentos mais altos e possam se recuperar mais rapidamente dos mais baixos. Este perfil corre mais riscos de altos ganhos e de perdas mais significativas.

Não espere ter muita grana para começar a investir

Apesar do senso comum querer insistir na falsa ideia de que para se tornar um investidor é preciso esperar juntar uma grande quantia de dinheiro, isso não faz sentido, já que você pode ingressar nessa jornada através da escolha de opções mais baratas. Para se ter uma ideia, você pode investir apenas R$100,00, ou até mesmo com R$30,00. Veja abaixo algumas possibilidades de investimento com valores baixos:

  • Fundos imobiliários – Partindo de R$200,00 no primeiro mês, você já pode investir em imóveis.
    Bolsa de Valores – Com R$500,00 você pode dar início nessa modalidade de ativo da renda variável.
    Forex – Aqui se trata de uma alternativa excelente de investimento em moedas competitivas de renda variável. É possível fazer aportes com US $750,00.

Aprenda sobre Investimentos

De nada adianta seguir qualquer outra dica que disponibilizamos neste artigo se você não investe em conhecimento sobre investimentos e nunca adquire conhecimento. Você deve entender e aprender sempre que puder os investimentos para que assim, você tenha mais autonomia na sua tomada de decisões.

A coisa mais atrapalhada que um investidor pode fazer é ficar na mão completamente de terceiros na sua vida financeira. Não adianta se enganar, os assessores podem te orientar, mas delegar completamente as suas decisões a outro alguém é um grande equívoco!

Adquira uma reserva de emergência

A reserva é aquele dinheiro destinado à prevenção diante de fatos supervenientes ou de força maior. Afinal, nos momentos de imprevistos, aquele que possui um dinheiro reservado para isso, consegue se sair melhor.

Mas, se você não faz ideia de como é feito o cálculo da reserva emergencial, é só fazer o seguinte cálculo: tenha um montante que seja equivalente a pelo menos seis vezes o valor de seu custo de vida fixo. O seu custo fixo é baseado no seu gasto com despesas elementares como: a sua alimentação, o seu transporte, o seu aluguel ou condomínio e afins.

Diversifique as suas operações

O investidor de sucesso é aquele que não foca apenas em um ativo financeiro. Assim como é interessante que você possa ter mais de uma fonte de renda quando for trabalhar de modo convencional, no mundo dos investimentos, ter mais de uma torneira aberta é fundamental para que você não fique refém de uma única fonte.

Assim, você tem mais oportunidades diante da volatilidade do mercado financeiro. Por isso, se permita conhecer diversos tipos de investimento e explore os melhores pontos de cada um deles!

Seja disciplinado

Sabemos que separar aquele dinheiro suado todos os meses e estudar o mercado para fazer as melhores escolhas todos os meses não é uma tarefa simples. Mas, pode acreditar que é uma questão de hábito, assim como escovar os dentes e fazer exercícios físicos. Os investidores de sucesso fazem os aportes sem reclamar, e quando as dificuldades aparecem nunca pensam em desistir. Por isso, a disciplina é uma característica que deve andar junto com o investidor, independentemente do que esteja acontecendo na vida dele.

Aceite correr riscos

Seja você um investidor com um perfil mais agressivo, mais moderado ou mais conversador, o investimento sempre irá envolver riscos. E assim como na vida, a frase clássica: ‘’Quem não arrisca, não petisca’’, também se aplica aqui. Aceitar correr riscos, em menores ou em maiores graus, você deve abrir mão da ilusão da segurança plena.

Um investidor de sucesso é aquele que é capaz de entender as principais oscilações do mercado, e dessa forma, conseguir “brincar” com elas para faturar mais dinheiro. Enfim, esteja ciente de que irá correr riscos sempre que for investir, e isso faz parte do jogo.

Monitore os seus Investimentos

Após passarmos pelas dicas anteriores, chegou a hora da checagem dos seus investimentos feitos por um determinado período. Investir é muito mais do que os aportes mensais, você sempre deve acompanhar minuciosamente os seus investimentos para que assim se torne um investidor a cada dia mais preparado.

Afinal, quem é capaz de identificar aonde mais ganhou e aonde mais perdeu tem um melhor norte para traçar os novos planos de investimento. O acompanhamento de seus aportes pode ser feito semanalmente, mensalmente, ou a cada trimestre, mas nunca deixado de lado.

Conclusão

Pronto, agora você aprendeu os oito principais passos para se tornar um investidor de verdade. Você pode ter certeza de que por meio dessas estratégias, você estará na frente de muitas outras pessoas e que colocar essas atitudes em prática é um trabalho diário. Seja paciente e sempre se lembre do porquê você começou a investir, e com o tempo você estará com o seu ‘’machado afiado’’, e terá a seu favor toda a experiência adquirida para melhorar ainda mais o rendimento do seu dinheiro.

Se você gostou das dez melhores estratégias para começar a investir e quer ter acesso exclusivo aos melhores materiais em matéria de investimento, siga as nossas páginas e entre em contato com os melhores consultores do mercado!

Compartilhe este conteúdo

Simule seu investimento aqui

Oferecemos uma alternativa lucrativa para aplicar seu dinheiro de forma segura e profissional, com retorno consideravelmente superior ao de qualquer aplicação básica oferecida hoje no mercado.

Que tal acompanhar a performance dos nossos investimentos?

Preencha o formulário abaixo com seus dados e o valor do investimento (em US$) a ser simulado. Na sequência enviaremos no seu e-mail um link de acesso ao nosso sistema, onde você poderá conferir o quanto este dinheiro teria rendido nos últimos 12 meses.